[Resenha] - O Guia do Mochileiro das Galáxias

    Sabe a ficção? Aquela toda exagerada, com raios zig-destruidores, zapt-vilões e boom-aventuras? Isso tudo eu achei nessa belezura de livro, O Guia do Mochileiros das Galáxias.
    Eu tenho essas impressões malucas quando leio um livro, sabem? Uma música, uma lembrança ou sei-lá-o-quê sempre me acompanha nas leituras. Mas nessa obra de Douglas Adams (autor da "trilogia de cinco" xD)a impressão é outra.
    Douglas Adams é um sujeito ousado e, no primeiro livro, ele se mostra um escritor com ironia pretenciosa e debochada. A sensação é que, enquanto eu leio, o autor me olha com olhinhos estreitos, me desafiando a cada capítulo. E nesse clima de deboche extremamente criativo e bem-humorado, Adams narra as aventuras de Arthur Dent e seu amigo extraterrestre Ford Prefect.

Título: Guia do Mochileiro das Galáxias
Autor: Douglas Adams

Resenha: Arthur Dent gostava da sua casa, da sua vida humana, da sua Terra. Até o dia em que os vogons - um povo extraterrestre tão burocrata quanto nosso sistema judiciário - decidiram demolir a terra.
    Nosso planeta foi vaporizado (inclusive você, caro leitor... Como se sente estando morto enquanto lê essa resenha?) mas Ford, um mochileiro das galáxias bastante experiente, conseguiu se salvar e, com ele, salvar seu amigo Arthur, que mais tarde descobriu a verdadeira natureza do mochileiro.
    Após pegarem carona clandestinamente na espaçonave dos vogons, a aventura desses dois amigos começa.
    Os vogons, sujeitinhos mais feios que a fome, descobrem os dois passageiros indesejados na nave e, sem dó nem piedade, expulsam Arthur e Ford. Detalhe: eles foram despejados em pleno espaço. Quais eram as chances de sobreviverem a isso? Eram mínimas!... A menos que você tenha uma nave com motor gerador de Improbabilidade Infinita, claro. Aí seus problemas se resolvem. E como o improvável é a palavra preferida da nave Coração de Ouro, os dois náufragos do espaço foram recolhidos por essa mesma nave.
    Após o resgate, Arthur e Ford conhecem Trilliam, uma humana sobrevivente, e o presidente da galáxia Zhapod Beeblebrox, além de um robô frustrado de nome Marvin. Os três tripulantes estavam em uma missão que, na verdade, nem mesmo o próprio presidente da galáxia sabia. E as coisas ficam cada vez mais complicadas quando encontram o planeta Magrathea, um mundo que, no passado, detinha o capital universal e era responsável por produzir muitos planetas espalhado ao longo da galáxia. Mas Magrathea foi considerado, durante muito tempo, um mito. Tamanha era a improbabilidade de ser encontrado, que apenas uma nave com gerador de probabilidade infinita (a Coração de Ouro) poderia encontrá-lo. E foi o que aconteceu.
    Arthur, de simples humano (aham, eu sou o quê? ¬¬) tornou-se um viajante do espaço, ainda que contra a sua vontade. E depois de perder seu único lar, vai precisar se conectar ainda mais aos novos amigos para não pirar de vez!

    O Guia do Mochileiro das Galáxias é um livro de ficção científica cômico e, embora queira forçar o humor em alguns momentos, não tem como ler e não exibir aquele singelo sorriso no canto da boca enquanto lê. Se você gosta do gênero e é bobo que nem eu, e gosta de rir até da velha do prédio vizinho caindo no elevador, então esse livro vai te divertir à beça. E mais, ele usar o artifício do comediante intelectual para denunciar a burocracia exagerada, a distinção racial, a falta de perspectiva ante a vida... Além de questões como o "a vida, o universo e tudo mais" xD
    Não entendeu? Leia a obra de Adams, e veja o universo de uma maneira única, através das astutas lentes de um brilhante escritor!

É isso aí, pessoal... Fiquem na paz!

PS: Não levem a mal qualquer erro de portuga ou qualquer outra estranheza... Tô com febre de 38,5º, e subindo =/

sem mais, moçada! XD

12 inspirações:

  1. Boom aventuras (risadas). Bela resenha, essa série é ótima \o/

    Abraços,
    Skoobeiros

    ResponderExcluir
  2. Pedro, sou fã da série, apesar de só ter lido até o treceiro (ainda). Li o primeiro livro ainda na adolescência, em 2003, e achei, e acho, fantástico. Como um nerd de carteirinha, ri muito do jogo de palavras e conceitos que o autor usa sobre a ficção científica; e como ele se utiliza das situações do nosso cotidiano para fazer com que Ford tenha boas tiradas.

    Sou seguidor do 42, hein! Mas, qual é a pergunta mesmo? =P

    Abração!
    Restaurante da Mente

    ResponderExcluir
  3. Adorei a resenha, apesar de não gostar muito da série e nem da temática, sua resenha ficou super descontraída, adorei mesmo!!!

    Espero que melhoras!!!

    ResponderExcluir
  4. Confesso que antes de comprar a série e ler assisti ao filme ,odiei, e desanimei dos livros.
    Mas tenho lido resenhas ótimas a respeito, e a sua está entre elas, adorei, vc escreveu com leveza e graça, isso me deixou curiosa , vou adquirir os livros, no submarino sempre estão com preços baixinhos *.*

    Beijos
    Vivi
    Razão e Resenhas

    ResponderExcluir
  5. Opa Pedrão ;D IAUIAUIUA
    KKKKKKKKKK Eu rii bastante com a resenha, sua linguagem foi super dinâmica HOHOHOHOHO
    Eu quero ler essa coleção, nunca ouvi ninguém dizer nada negativo sobre ela. hahaha
    Serão minhas próximas leituras, sem dúvida xD
    Parabéns, abração hehe .

    ResponderExcluir
  6. Olá, vim aqui lhe desejar um Feliz 2012 que esse ano seja um ano de muitas realizações para você,
    que seu blogue continue crescendo a cada dia mais, e que em 2012 possamos juntos continuar com adivulgação de ambos os blogues.

    Meu blogue está com uma promoção que irá sortear esse livro.

    Grande abraço e boas festas.

    http://weboysforlife.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi Pedro
    cara, eu sempre tive vontade de comprar essa saga, mas depois que eu vi que o autor morreu e os próximos livros da série estava sendo escrito por outro cara acabei desistindo.
    E também li muitas resenhas negativas, dizendo que o livro era para Nerds, enfim, depois da sua resenha, vi que o livro tem justamente elementos que me agradam na leitura que é o lado cômico do texto e ficção, que é um dos meus gêneros preferidos.
    E você acaba de me deixar mais pobre, pois vou ter que comprar correndo a coleção toda...rs
    O que você tem?? está resfriado??
    melhoras viu...e se eu não passar aqui antes, já quero lhe desejar um feliz 2012. Em falar nisso, peguei seu banner, quer ser parceiro lá do blog????
    bjos

    Jack
    www.mybooklit.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Meu professor de matemática tinha um quê filósofo e vivia falando desses livros, pra gente ler e tal. Aí comprei os cinco por causa dele, mas nem é prioridade AINDA...

    Gostei da resenha! Vo acompanhar teu blog, to até seguindo ali no GFC :)
    Beijo e melhoras!

    ResponderExcluir
  9. meelhoras! (yn

    feliz 2012, tudo de bom :D
    beijos

    papeldeumlivro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi! :D
    Ahh, o guia do mochileiro ta na minha lista pras férias. Não só esse, mas toda a trilogia de cinco ta na minha lista pras férias. haha'

    Melhoras! (:
    Feliz 2012 pra ti.
    Beijos,
    april-1993.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. li esse livo em um dia! achei genial, maravilhoso, ficava rindo de umas coisas super bobas HAHA

    ResponderExcluir
  12. Que vontade de ler esse livro Pedro, ainda mais depois da sua resenha, nem era prioridade, mais agora acabou ficando entre elas....

    e como rio de coisas bobas, vou gostar muito de ler esse livro...^^

    Fique na paz...xD

    ResponderExcluir

Sua opinião = espinafre
Eu = Popeye
Spam = Brutus
~~
Fique à vontade, dê sua opinião, diga o que pensa, critique e elogie. Só não perca a chance de ser lido ou ouvido quando lhe for dada essa oportunidade! xD
Boa leitura, e vai pela sombra \o/