[Lançamento!] Mares de Sangue, de Scott Lynch

Alô, amigos Inspirados!

      Hoje esse post não é pra vocês não, é pra mim. Mares de Sangue é um livro que eu quero ler não é de hoje. Depois que fui apresentado a essa série (Nobres Vigaristas) redescobri o prazer na leitura, e firmei ainda mais minha predileção pelo gênero. Eu acho que o que eu tô querendo dizer é: CARA, OLHA ISSO, MARES DE SANGUE! 



    “Lynch está na vanguarda dos escritores de fantasia que combinam detalhes minuciosos e grandiosidade épica com astúcia, imprevisibilidade e moral ambígua. Ele tem uma destreza para diálogos e uma escrita exuberante.” – Joe Abercrombie, autor de O poder da espada e Antes da forca. Após uma batalha brutal no submundo do crime, o golpista Locke Lamora e seu fiel companheiro, Jean Tannen, fogem de sua cidade natal e desembarcam na exótica Tal Verrar para se recuperar das perdas e feridas. Porém, mesmo no extremo ocidental da civilização, não conseguem descansar por muito tempo e logo estão de volta ao que fazem de melhor: roubar dos ricos e embolsar o dinheiro.
      Desta vez, eles têm como alvo o maior dos prêmios, a Agulha do Pecado, a mais exclusiva casa de jogos do mundo, onde a regra de ouro é punir com a morte qualquer um que tente trapacear. É o tipo de desafio a que Locke não consegue resistir... só que o crime perfeito terá que esperar.
      Antigos rivais dos Nobres Vigaristas revelam o plano a Stragos, o ambicioso líder militar verrari, que resolve manipulá-los em favor de seus próprios interesses. Em pouco tempo, a dupla se vê envolvida com o mundo da pirataria, um trabalho inusitado para ladrões que mal sabem diferenciar a proa da popa de um navio.      Em Mares de sangue, Locke e Jean terão que se mostrar malabaristas de mentiras, enganando todos ao seu redor sem a mínima falha, para que consigam sair vivos. Mas até mesmo isso pode não ser o bastante...
       Mares de Sangue é o segundo volume de Nobres Vigaristas - estreando com o volume um - As Mentiras de Locke Lamora. Sim, senhoras e senhores, minha estante será um lugar mais feliz agora! 

      Fiquem na Paz, tenham uma ótima leitura!

[Lançamento!] O Desertor, de Daniel Silva

Alô, amigos Inspirados!

      Mais um lançamento show de bola da editora Arqueiro pra nossa alegria! Todo mundo sabe que essa nossa querida editora é mestre em thrillers de sucesso, então bora pra mais um, porque esse aí promete!

      De Daniel Silva: O desertor - Quando o homem mais perigoso do mundo é seu inimigo, não se pode cometer o erro de deixá-lo vivo.


“Uma mistura de Jason Bourne com James Bond... Um thriller fabuloso.” – Daily Mail




      Em uma pacata casa na Úmbria, o restaurador de arte Alessio Vianelli trabalha em uma obra de Guido Reni a serviço do Vaticano. O que seus vizinhos não sabem é que aquele misterioso italiano é apenas mais um disfarce para o lendário ex-espião israelense Gabriel Allon.

      Ainda se recuperando da última missão, ele recebe a visita de seu antigo chefe, Uzi Navot, que lhe traz uma notícia chocante de Londres: Grigori Bulganov, o desertor russo que salvara a vida de Gabriel por duas vezes, sumiu sem deixar rastros.

      Os serviços secretos britânicos não se importam com o caso, pois suspeitam que Bulganov seja um agente duplo que voltou para sua terra natal. Porém, Gabriel não acredita nessa hipótese e precisa provar que todos estão enganados antes que seu amigo seja morto.

      Durante a investigação, ele volta a confrontar um antigo inimigo. Um dos homens mais poderosos e letais do mundo aproveita-se de um deslize seu para sequestrar uma das pessoas que o espião mais ama.

      Transtornado, Gabriel parte numa jornada que atingirá o seu clímax nas congelantes florestas da Rússia. Nessa missão desesperada, ele está disposto a dar a própria vida para se vingar.

[Resenhas] Trono de Vidro, de Sarah J. Maas


Celaena Sardothien é uma assassina. A melhor de todas. Só que, no último ano de sua vida, ela tem passado por maus bocados estando presa. Celaena foi traída, não sabe por quem, e tem sido escravizada nas minas de sal de Endovier. Normalmente, os prisioneiros não passam de um mês na prisão, sofrendo as torturas de seus carrascos. Mas Celaena é forte, e mesmo tendo as piores condições de sobrevivência, ela consegue se manter de pé. Um dia, recebe uma proposta do príncipe de Endovier: se Celaena aceitar competir como campeã do príncipe em uma competição com outros 22 criminosos e acabar por vencer, ela trabalhará como a campeã do Rei – sua assassina particular – por quatro anos, e depois terá sua tão sonhada liberdade. Com poucas chances de continuar viva na prisão de Endovier, a proposta se mostra irrecusável para Celaena.
Uma vez que Celaena aceita a proposta, ela passa a morar no Castelo de Pedra anexo ao Castelo de Vidro, onde a família Real mora. É seguida de perto por Chaol, o capitão da Guarda Real, que não deixa a assassina piscar sem que esteja sob seu olhar. Dorian, o Príncipe, também acompanha Celaena durante a viagem da prisão até o castelo. Só que Dorian é um pouco menos desconfiado que Chaol, portanto a relação dele e Celaena parece começar a ser construída mais rápido. Por isso e pelo fato dele não repetir a cada dez segundos que ela é uma assassina que não merece confiança, como Chaol faz. E é no castelo que a história começa a se desenvolver.
“Eu gosto de música [...] porque, quando a ouço eu… eu me perco dentro de mim mesma, se é que isso faz sentido. Eu me torno vazia e cheia ao mesmo tempo, e consigo sentir a terra inteira se agitar ao meu redor. Quando toco não sou… pelo menos uma vez, não estou destruindo, estou criando.”
A narrativa do livro é em terceira pessoa, e isso só fez a história ser ainda mais rica em detalhes, porque dava ao leitor todos os pontos de vista possíveis. Sem contar que, desse jeito, conhecemos melhor a personalidade dos personagens. E, olha, o livro é recheado de personalidades muito fortes e distintas. Além de tudo isso, a autora realmente soube como construir a história. As cenas são formadas de forma que não hajam buracos na narrativa, e de um jeito em que o texto acaba sendo extremamente rico em conteúdo. Outras questões aparecem durante as histórias, um pouco do passado se mistura com o presente formando circunstancias específicas, e tudo é extremamente bem elaborado pela autora. De verdade, estava sentindo falta de livros que eram mais do que só a história principal, que tivessem um bom plano de fundo e histórias complementares acontecendo ao mesmo tempo. E Trono de Vidro definitivamente foi muito bem planejado nesse quesito.
“Todos carregamos cicatrizes, Dorian. As minhas são apenas mais visíveis que as da maioria.”
Muitas, muitas relações são formadas durante as páginas desse livro. Laços de amizade, de admiração, de respeito e até mesmo de amor vão sendo construídos ao longo da narrativa, e acabamos sendo contagiados por esses elementos. Um mistério ronda a história principal, e a forma como Celaena encontra ajuda para desvendar esse mistério é incrivelmente bem formulada. Sério, esse livro é imperdível. Na minha opinião, a autora não deixou nem um ponto sem nó, respondeu a todas as perguntas que propôs e ainda por cima soube alimentar a história com outros personagens e nuances de uma maneira que a história acaba se tornando um vício.
Esse é o primeiro livro de uma série de SEIS! Fiquei chocada quando descobri isso, gente! Não sei como vou sobreviver enquanto espero essas continuações serem lançadas, juro. Espero, de verdade, que a autora não se perca durante esses livros, e que mantenha o mesmo nível de escrita que ela teve em Trono de Vidro. Por enquanto, o segundo livro, Crown of Midnight, já está disponível em inglês, além de sete contos – cinco que acontecem antes de Trono de Vidro, dois que acontecem entre Trono de Vidro e Crown of Midnight – estão também disponíveis em inglês.
Esses são os contos:
0.1 – The Assassin and the Pirate Lord;
0.2 – The Assassin and the Desert ;
0.3 – The Assassin and the Underworld ;
0.4 – The Assassin and the Empire;
0.5 – The Assassin and the Healer;
1.1 – The Assassin and the Princess ;
1.2 – The Assassin and the Captain;

[Novo Conceito]


Alô, amigos Inspirados!

      Se vocês conhecem o livro O Lado Mais Sombrio, de A. G. Howard, então sabe que tem muita água pra passar debaixo dessa ponte. E se você curtiu a obra e a desconstrução do País das Maravilhas nesse livro, então com certeza vai ficar curioso para saber o que aconteceu entre Jeb e Morfeu após O Lado Mais Sombrio. 

     Pois é, enquanto você espera pra ler o segundo livro da trilogia, Atrás do Espelho, que tal uma lida rápida no conto que serve de link entre o primeiro e segundo volumes? Acesse o link clicando >>AQUI<< para ler A Mariposa no Espelho, de graça, na Amazon!  



      Acesse a fanpage da editora Novo Conceito e fique por dentro das maravilhas que acontecem por lá. Lançamentos e novidades todo mês, galera! 

      Tenham uma ótima leitura!
 
Base feita por Adália Sá | Editado por Luara Cardoso | Não retire os créditos